2012-03-19

foco significa dizer....


"As pessoas pensam, que foco significa dizer sim à coisa (tema \ ideia) que tens de focar. Mas esse não é o significado (nem lá perto). Isso significa dizer "não" às centenas de outras boas ideias que existem. Tu tens que escolher com cuidado. Na verdade eu sou tão orgulhoso das coisas que não fizemos, como nas coisas que eu fiz. Inovação está em dizer 'não' para 1000 outras coisas."

Tradução livre de Fernando Dionísio | Original Abaixo

“People think focus means saying yes to the thing you’ve got to focus on. But that’s not what it means at all. It means saying ‘no’ to the hundred other good ideas that there are. You have to pick carefully. I’m actually as proud of the things we haven’t done as the things I have done. Innovation is saying ‘no’ to 1000 things.”

Steve Jobs, WWDC 1997

2011-12-16

Fingir sermos algo....




Da perspectiva de um budista, as nossas acções tem sempre uma consequência; não tem sentido ser-se hipócrita ou fingir sermos algo que não somos.

2011-05-15

Coragem

Uma amiga publicou no Facebook, a noticia sobre a presumível violação sexual, feita pelo presidente do FMI.

Fomos trocando mensagens públicas, acabamos na coragem da vitima em fazer a denuncia.

Quantos casos de perseguição sexual ouvimos falar no nosso entorno? Quantos são denunciados?

A coragem desta senhora, que seja fonte inspirada para outros casos, que a justiça seja feita.

Só mais uma nota, os homens quando vitimas calam-se sempre, a principal razão é não serem levados a sério.

Um conselho a todas as vitimas de perseguição sexual, não se calem p.f..... por muito difícil que seja!

Fernando Dionísio

2011-04-05

Um Novo Dia

Hoje inicio o dia com a certeza da diferença. É daqueles dias que no ar paira tristeza, misturada com expectativa do passo seguinte. Estes dias acontecem quando sabemos que estamos a um passo de evoluir, mas não sabemos porquê.
O dia de hoje vai ter decisões profissionais, estão calendarizadas, não provocam expectativa, quando muito curiosidade. Estes dias expectantes dão "sal" a esta encarnação, dão vida à existência de vida.
Conseguir escrever neste texto o porquê, tirava o encanto do dia e da leitura. Não sei o que provoca esta sensação, mas sei o que queria como resultado.
O que eu queria tem forma, conteúdo e uma nuvem...

Fernando Dionísio

2011-03-21

Como Leio?

Sim uma pergunta pertinente.
Como Leio?

Podia usar um discurso politicamente correcto mas .... era mentira!
Sou um comodista dos diabos, sou macdependente, gosto de ler e arquivar, ter o arquivo sempre disponível. Só posso ser um leitor em formato digital. É cómodo. Ser gratuito uma falsa ideia.

As minhas ferramentas são; leitura por RSS, subscrição por mail (na falta de links para RSS) e-books.

Com estas ferramentas leio mais em quantidade e selecção, o tempo perdido em buscas é pouco.

O conhecimento do mundo duplica a uma velocidade louca, sem estas ferramentas eu tinha perdido o comboio.

Este artigo, é a entrada para uma série, onde vou falar das minhas leituras por RSS e mail.

Fernando Dionísio

2011-03-05

A coragem que não tive

*... é impossível não vê-la torta e enrugada, mas deliciosamente bela. Não por aquilo que sofreste, mas por aquilo que contas e ainda tens para contar. Transporta nos para uma varanda de madeira, que faz nos recordar do que foste em tempos áureos, esplendorosa em madeira, a imanar o cheiro de madeira nova ou mais tarde na cera que te aplicam e te tornas reluzente e cheirosa. Vejo duas portas que se abrem para algo, existe uma logo ali quando acabo se subir aquela escada, alguém que está comigo tem a coragem que não tive abre e espreita para me mostrar o que já conhecia, pousa o pé, e nesse instante a casa range e grita de dor, uma telha cai e o chão ameaça cair e com ela quer levar que a exibe. Não podia deixar tal a acontecer e agarro o curioso que me imediatamente agradece o acto, mas depois de ver que este está seguro, preocupa me agora como está a casa. Espreito a medo e observo aquilo que foi o local de união e reunião de uma família desaparecida, a cozinha, e vejo através ...*

Nota; O texto é da Ana Araújo, sobre a base para um trabalho de Arquitetura, eu só reconheci a qualidade.

Fernando Dionísio

2011-01-27

TRANSMITEM-SE

No metro, com os pensamentos a vaguear. Detenho-me na conversa de duas senhoras. Dissertam sobre as qualidades dos cursos escolhidos pela família.

Fiquei a saber que Bolonha é um defeito da formação superior.
Que todos os filhos e netos são umas "jóias", os genros e noras são pessoas.
Descobri ainda que as netas "rotuladas como umas jóias de moças", TRANSMITEM-SE pelo computador.

Acreditem comecei a ficar frustado por não saber transmitir-me por computador, depois por não encontrar uma "jóia" como as netas da senhora.

Fui questionando-me sobre a viagem de metro, só encontrei virtudes em termos ecológicos e comodidade. Em termos psicológicos não se recomenda, corremos o risco de ficarmos ofuscados com tantas "jóias".


Desclaimer "ou algo assim"

Tudo o de bom neste texto, são virtudes minhas.
O desinteresse do texto, erros, omissões e o "etc" é responsabilidade da entidade Metro do Porto e da sua administração.

Fernando Dionísio

2010-10-23

Sem olhar para trás

Gilberto de Nucci tem uma excelente imagem a respeito de nosso comportamento. Segundo ele, os homens caminham pela face da Terra em fila indiana, cada um carregando uma sacola na frente e outra atrás.
Na sacola da frente. nós colocamos as nossas qualidades. Na sacola de trás, guardamos todos os nossos defeitos. 
Por isso, durante a jornada pela vida, mantemos os olhos fixos nas virtudes que possuímos, presas em nosso peito.

Ao mesmo tempo, reparamos impiedosamente, nas costas do companheiro que está adiante, todos os defeitos que ele possui.
E nos julgamos melhores que ele - sem perceber que a pessoa andando atrás de nós, está pensando a mesma coisa a nosso respeito.


Fernando Dionísio

2010-10-19

Causa Efeito

Lendo um texto Budista, fui confrontado estas duas expressões:
       "Quando Penso que causa e efeito são simultâneos..."
        "Sabendo que o efeito de uma determinação não se manifesta de imediato..."


Quando leio no singular, surge-me sempre a contradição entre as duas. Quando penso no plural, as duas são compatíveis.

Uma causa / determinação é em si um efeito, fica de fora a noção que uma causa / determinação provocam efeitos em espaço / tempo diferentes. Se pensar-mos no plural, estamos a preparar-mos para entender os efeitos em tempos diferentes.

Pensar nos efeitos imediatos, dá-nos capacidade para decidir. Ter a noção dos efeitos futuros dá-nos a força de não desistir.


Fernando Dionísio
2010-10-18

2010-08-24

Saudade

Um velho conceito, de ser um sentimento único, da cultura Portuguesa.
Uma realidade quando sentimos falta de alguém.
Sentir saudades de uma colega de trabalho, transforma-a numa amiga.
Uma amiga de férias e a saudade surge.
amiga não está longe, mas o dialogo foi interrompido.
Um dialogo sobre "tudo", incluindo trabalho, com noções e poucos conceitos.

Fernando Dionísio

2010-08-10

Fim de tarde

Que vou fazer com "ser livre"
Se estou na solidão, a pensar em ti
Nunca imaginei tanta vontade de estar com alguém
O meu cérebro não sabe esquecer-te
Sei que para ti sou só um conhecido
Compreendo a tua posição
A distancia, não acaba com a paixão
Uma paixão única de fim de tarde
Num shoping indiferenciado
Uma paixão, onde o tempo não existiu
Que vou fazer...
Tu és tudo!

fernando.dionisio

2010-06-21

Dia de Trabalho

O coração desconhece,
a razão do trabalho.
Falar de Arquitectura, 
o momento de sentir.


Um dia de trabalho,
o projecto resultou.
A ideia que ficou,
o desenho do teu Queixo.


Queixo delicioso,
bem delineado.
Queixo de quem sabe,
para onde vai.


2010/06/05 - Fernando Dionisio

2010-06-15

Perdi a noção de tempo

Fomos falar de trabalho.
Trabalho, trabalho, trabalho.
Compensação emocional com trabalho.
Sem amor, mas com trabalho.


Por profissionalismo, olhei-te nos olhos.
Senti o teu sorriso,
vi a mulher.
Perdi o tempo...


Sim, tenho um passado,
que julgava presente.
Tu mostraste o presente,
eu sonhei com futuro.


Tenho medo de sonhar e amar.
Sem sonho e amor real, não vivo.
Tenho medo de perder como no passado.
Mas sou incapaz de baixar o braços.


2010/5/23 - fernando.dionisío

2010-04-23

Maria

Maria é o teu nome.
Sevilha o teu sangue.
Salero a tua Alma.


Pilar tua tia,
teu modelo,
tua inspiração.


Só posso agradecer;
a tua determinação,
ss tuas menagens no Facebook,
as tuas músicas no YouTube.


Paixão e Amor,
vive-se no plural, a dois.
Eu vivo no singular.


Obrigado Maria


fernando.dionisio

2010-03-27

Um vazio cheio de sonhos

Amar e nada sentir
Sentir o amor com todo o ser
Contradição, ou o amor num só sentido

Amar e sentir o vazio
Um vazio que dói
Dor que enche o vazio

Amor, sonho
Um vazio cheio de sonhos
Um sonho que se esfumaça
A certeza, do amor num só sentido

Fernando Dionísio

2010-03-21

Obrigado, Joana



Soube muito bem, muito mesmo :)

Ao Amor

Ele chama-se J... Ela L..., em comum um casamento com 30 anos.
30 anos de uma vida, a construir o "Amor".
Amor que se vê de fora, mesmo por quem não os conhece.
Não falo de paixão porque essa é passageira.
Falo de Amor. Amor que resiste a tudo.
Com profunda admiração e "inveja (saudável)" dedico este tema


Blue Moon - Cybill Shepherd


PS Dois comentários que ouvi, de quem não os conhece.
"Entre eles nota-se grande amor"
"A dançar são uma delicia"


Fernando Dionísio

2010-03-13

A senhora Simone

Ouço um entrevista na SIC, uma longa entrevista com Simone de Oliveira.
Aprecio as ideias, as noções de vida.
Um charme único, que me levou ao pensamento "onde há mais mulheres assim" :) .
Imagino a qualidade do viver ao lado de uma mulher, como esta.
Estou a entrar no campo do sonho, olho para o monitor, guardo o trabalho, e venho ao blog escrever

"a senhora Simone de Oliveira, faz um homem parar e sonhar"

fernando.dionisio

2010-02-28

Sei qual é o sabor de amar

Sei qual é sabor de amar.
Levei anos para aprender.
A ti devo este prazer.

Percorri caminhos errados.
Aceitei relações sem conteúdo.
Procurei em caminhos longos.

Sabia lá!
Que o sabor do amor,
estava do outro lado da pista

O sabor, contigo amor,
é sempre doce,
é de sentido único.

fernando.dionisio

2010-01-08

Só Queria

Só queria uma vida
pra viver um amor
Só queria o teu amor
pra viver a tua vida

Só queria poder olhar
pra ver-te feliz
Só queria a felicidade
pra por no teu olhar

Só queria o mundo
pra poder dar-te
Só quero dar-te
todo o meu mundo

Só queria ....
ter-te a meu lado
Só queria ...
... a ti

fernando.dionisio

2009-12-27

estado só,

que nos encontramos juntos na solidão.
que devemos olhar para nós
e encontrar a razão pelo que sofremos.
que nos devemos ver crescer.

Roubei aqui:<http://notelurico.blogspot.com/2009/12/estados-tais-de-desamor.html>

2009-12-07

No Poder Sentir

(Solo Soñar)
Sueño que tu mejor proyecto
lo dibujas en mi piel
Sueño que mi cuerpo es la casa
que te espera y acoge
Sueño que mi aliento es el fuego
que calienta tus noches de invierno
Sueño que mis brazos son cuerdas
que te atan y enredan a mi vida
Sueño tanto........
que tendrás que abrazarme
muy fuerte cuando despierte

(Al Despertar)
Yo arrancaré sin piedad de tu alma
tu pasado sin mi
Tu borrarás con firmeza lo que fui
inventándome de nuevo
Pilar V. G.

2009-09-10

A ti L…….,




Uma chamada,
um momento,
um comentário.

Mostraste a tua amizade.
Comentaste o meu eu.
Fizeste-me sentir BEM!

Amigas assim,
atentas durante anos,
são o melhor da vida.

A ti L…….,
à tua amizade,
obrigado.

Fernando Dionísio

2009-09-09

Adeus



Amor,

quando você estiver lendo
esta mensagem,
eu já terei seguido viagem.
Parto com passagem só de ida,
levando comigo
todos os sonhos de uma vida.
Na bagagem,
as esperanças de um dia
seguem numa mala,
hoje, quase vazia.
Nos bolsos,
apenas um lenço
para as vezes
que em você eu penso,
com os olhos marejados.
Sabíamos
que esse momento chegaria
e que o mais correto seria
eu mesma partir.
Assim como cheguei...
do nada...
sem ter para onde ir,
assim...sem nada...
eu vou sair.
Quanto às velhas esperanças,
estou levando nesta mudança
para atirá-las ao sabor do vento,
junto aos meus sentimentos.
Não vou olhar para trás,
posso não ser capaz
de seguir em frente
e, num repente, querer voltar.
Não quero parar na estrada
e de arrependimento chorar
por não ter tentado ficar.
Estou seguindo sem rumo.
Devagar eu me acostumo.
Mas, se o imprevisto surgir
e eu me sentir
demasiadamente só,
suplicarei a Deus
que piedosamente...
devolva-me ao pó.

Silvia Munhoz

2009-08-01

Uma noção que vale a pena reter


....e peço que me leias e ouças como um pensador livre de amarras que erra tanto como os outros mas que tem direito a se expressar na sua língua, mas os outros devem perceber o que digo. Se não percebeste talvez o erro seja meu.

Pulido Valente

Esta frase foi publicada neste blog.
O autor, um Arquitecto, que contribuiu para a minha formação.

2009-07-27

Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.

"Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias..."

F.Pessoa

2009-06-10

Naquele momento (2/2)

Sempre que para ti olhava
apreciava a tua atitude
Simplesmente desvendava
a tua plenitude

O tempo ia passando
E ias-me cativando
Não, não posso olhar!
Mas perseguias-me com o teu ar peculiar

Convidaste-me para um gelado
Aceitei para estar contigo
No início fiquei parado,
Mas feliz, por estares comigo

Olhaste para mim
Senti os teus lábios de cetim
Senti o calor
daquilo que viria a ser um grande amor

Diana Ribeiro

2009-04-13

Plantar segunda arvore

Amei no passado
Passado longínquo
Amor superado

No passado plantei uma arvore
Arvore que deu fruto
Frutos fortes e queridos

Sonho plantar a segunda arvore
Arvore de raízes profundas
Arvore que dê fruto

Fernando Dionísio


2009-02-12

Reencontro

Ver-te, falar com amizade,
foi único.
Provocou felicidade.

Sentimentos diferentes,
separam-nos.
Gostos comuns,
aproximam-nos.

Amizade,
o sentimento comum, possível,
que vai ter uma eternidade.

Fernando Dionísio

2009-02-11

Sou só alguém

Eu não sou ninguém,
para julgar o que sinto.
Eu não sou ninguém,
para julgar o que penso.

Sou só alguém,
que sente, que ama.
Amo para além,
do momento e com alma.

A alma não deixa,
de ser um ser.
Um ser que te quer;
ver, sorrir, amar.

Fernando Dionísio

2009-02-07

Uniões dentro do mesmo sexo

Entre telenovelas, políticos, o tema começa a vir á "baila".

O nome desta união, a cor política, banalidades para a importância do tema.

Quero acima de tudo que respeitem, quem neste momento é colocado na margem.
Quero que não esqueçam que a Democracia é a defesa das minorias.
Gostava que qualquer união (dentro do mesmo sexo) estivesse autorizada e integrada na lei.

Respeito os conceitos de quem é contra, mas não consigo partilhar da mesma opinião.

Fernando Dionísio

2009-02-05

Ser teu amigo

Ser teu amigo
é pensar em ti
não te colocar rótulos
estar acessível

Ser teu amigo
nos momentos "menos"
é não ouvir algo que me afecte
é deixar que a amizade prevaleça

Ser teu amigo
significa que estás acima
do que discordo de ti
significa que tu és "mais" para mim

Sim é para ti!

Fernando Dionísio

2009-01-27

Deolinda

Quando estou a trabalhar, e o trabalho permite, tenho por habito ouvir a minha rádio privada. O meu programa de rádio é feito em iTunes e com recurso a podecasts e música no meu disco.
Hoje ouvi um podecast que me cativou e divertiu.
Um bom momento de música e conhecimentos dos autores da mesma.

PS. E da Deolinda :)

Fernando Dionísio

2009-01-18

Ana

Acabas de ser mãe. Gostava de escrever aqui palavras com sentido, como a inspiração não vem, vou colocar aqui um trabalho conjunto, feito num passado recente.

Arquitectura Sustentável

A procura de uma menor poluição no uso dos nossos abrigos (edifícios), leva ao aparecimento de novas noções, que alguns formulam novas directrizes, exemplo disso é o que designa por Arquitectura Sustentável.

No passado longínquo imitamos os animais que nos rodeavam, na forma de encontrar ou escavar abrigos, uma época em que éramos 100% ecológicos e com custos muitos baixos, a força física.
Fomos evoluindo na construção dos abrigos, aumentarmos em número e os abrigos também, a quantidade destes tornaram-nos poluentes. Como a quantidade é um parâmetro intocável, resta-nos a qualidade, para reduzir a poluição.
A poluição pode ser reduzida, nas formas que concebemos, no tipo de materiais que usamos, assim como nos consumos energéticos necessários para as nossas noções de vida e conforto.
As soluções existem, a sua divulgação e aplicação é uma necessidade. A dificuldade está sempre na introdução da evolução, para que todos os intervenientes no imobiliário incorporem as soluções propostas. Soluções, que são pequenos passos, existentes isoladamente há décadas, e quando usados em conjunto tornaram os abrigos menos poluente.
A pergunta que surge é: Porque é não foram aplicadas anteriormente!?
Eram novidades no passado, a novidade tem custos, por isso não se aplicavam. Esse custo evitou a massificação.
O futuro Habitante, pouco sensibilizado, não exigia dos Promotores Imobiliários esta premissa, e estes não asequacinavem pelo custo. Sendo este, sempre um parâmetroimportante para o utilizador final, com a qualidade ecológica imposta por lei, a massificação de técnicas existentes vai tornar os custos acessíveis para os utilizadores.
Os agentes deste sector comportam novas necessidades, e agora aplicam a expressão de “Arquitectura Sustentável” como norma de marketing, e não como noção de intervenção. Eis que, pouco nos diz esta expressão, serve para todos imaginarem ser  “sabe-se lá o que!?”, e para todos quererem comprar.

Ana Araújo / Fernando Dionísio

2009-01-17

O tempo da travessia

um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo de olhar para o lado, é o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la sozinhos ou acompanhados, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.

Desconheço Autor / conteúdo alterado para esta mensagem (obrigado, Isabel)


Fernando Dionísio